quinta-feira, 2 de junho de 2016

PREVISÕES 2018 NUMEROLOGIA



AOS PADRES E PASTORES, em prol de uma sociedade feliz!!!  


Mulheres casadas ou em união estável, mulheres que moram juntas a seus companheiros - todas já ouviram falar que a mulher, na vida a dois, deve ser submissa - como padres e pastores, COM TODO RESPEITO, repetem nas celebrações de casamentos. Vamos agora tentar esclarecer a maravilha que existe por detrás dessa afirmação que os religiosos explicam, mas não justificam, nem convencem. É só contarmos com os princípios básicos: espírito e alma, Céu e Terra, consciente e subconsciente, pensamento e sentimento, bem e mal, 1 e 2, homem e mulher. Elementos que parecem antagônicos, mas, na verdade, são complementares. Pensemos: É do céu que cai a semente na terra; é do homem que cai a semente na mulher; é do consciente que cai a semente (pensamento) no subconsciente. O homem tem a força de fazer gerar; a mulher tem a força de gerar. Gerar filhos, gerar sucesso, gerar fracasso. Submissa? Submissa, sim. Submissa como? Há mais de um tipo de submissão? Sim: submissão passiva (a da mulher escrava, vaquinha de presépio) e a submissão ativa (a mulher do amor de ser amada) que busca o amor - e recebe o amor, alegria e felicidade que o marido feliz, com o amor de amar, lhe dá. Mulheres, aprendam a serem amadas. Amar não é o mesmo que gostar. Nada de machismo, nada de feminismo. Tudo pelo amor que não adoece e que cura!!! Marido que quiser ser machista é só assumir o amor de amar, que é alegrar sua companheira e fazê-la feliz. Mulher que quiser ser feminista é só conhecer a verdadeira felicidade de ser mulher e aderir ao amor de ser amada, que é pôr em prática as sutilezas da busca do amor que o companheiro precisa e que tem para dar. | Acesse: Quem Não Doa Não Recebe!



Paulo Bernardo
Prof. Lin

OS NÚMEROS RESPONDEM:
ONDE DEUS ESTÁ?
                                                            
                                                            CÁ NA TERRA, 
                                                                      DENTRO DE VOCÊ?
                                      
                                                          OU LÁ NO CÉU, 
                                                          ACIMA DAS NUVENS?


Busque AQUI o autoconhecimento, e conhecerá Deus!
Sinta essa verdade neste livro, com as 9 Chaves do Pai Nosso, e
veja como Você é feliz e não sabia

3ª Edição Reformulada

PÚBLICO ALVO:
·                    Buscadores do autoconhecimento
·                    Buscadores de Autoajuda
·                    Estudantes
·                    Professores
·                    Pessoas de fé
·                    Psicólogos
·                    Militares
·                    Pai ou mãe de filhos alienados, em busca de orientação.
·                    Os que têm uma religião e praticam
·                    Os que têm uma religião e não praticam
·                    Os que não têm religião
·                    Os que dizem que acreditam numa força superior
·                    Estudantes de teologia
·                    Estudantes de medicina
·                    Estudantes de direito
·                    Estudantes de jornalismo
·                    Administradores de empresa
·                    Empresários
·                    Pessoas com problemas de saúde
·                    Pessoas com problemas financeiros
·                    Pessoas em crise existencial
·                    Buscadores de conhecimento
·                    Pessoas que conseguem sentir que leitura é vida, ler é viver, conhecimento é poder.

NAS LIVRARIAS:
·                    Não só na seção de autoconhecimento, autoajuda e paradidáticos.
·                    A obra poderá ficar em cada seção das livrarias.

PAULO BERNARDO PROF LIN
“Os Números Respondem: ONDE DEUS ESTÁ?   
Fones: (31)3496-6144 / 99621-2511 /  3226-6024

·        O PRIMEIRO CAPÍTULO revela a importância da Matemática Sagrada ou Numerologia na vida do ser humano. Principalmente quando se trata de buscar o autoconhecimento para perceber o próprio Caminho, a Verdade e a Vida.
·        O SEGUNDO CAPÍTULO começa com abordagem científica do Pai Nosso, como Código Sagrado ou Código de Conduta para toda Humanidade seguir.
·        O TERCEIRO apresenta Jesus, não como psicólogo, mas como matemático e numerólogo, e como o único Iluminado que era Luminoso.
·        O QUARTO começa mostrando o Pai Nosso científico, através das suas 9 Chaves Secretas,  a seguir:
·        Chave 1 (10) –Ao dizer “Pai Nosso que estais nos Céus,” - lembrar-se de fazer tudo se baseando em Deus e seguir tranquilo, sossegado, cheio de confiança. (É a fé como reconhecimento prático e sincero da nossa dependência de Deus)!
·        Chave 2 (11) – Ao dizer “santificado seja o vosso nome; venha a nós o vosso reino”, - pensar no poder concedido por Deus ao nome, à palavra e a cada letra do alfabeto, e lembrar-se de evitar toda palavra destrutiva ou negativa que possa sair da sua boca; lembrando-se também de irradiar a todo instante o amor sem fronteira, a justiça e a paz; a saúde, o sucesso e a união; a esperança, o entusiasmo e a gratidão; a sorte, a riqueza e a felicidade; o casamento, a beleza, a fertilidade.

·        Chave 3 – Ao dizer “Seja feita a vossa vontade, assim na terra como no céu;” - lembrar-se: Tudo que você pensa, fala, escreve, escuta, lê ou vê, você cria; tudo que você sente você atrai; tudo que você imagina se realiza; tudo que você acredita acontece; e que a sua felicidade está onde você estiver. (É quando brota o que Você plantou na Chave 1).
·        Chave 4 (13) (22) –Ao dizer “O pão nosso de cada dia nos dai hoje...;”- lembrar-se de viver para trabalhar e não trabalhar para viver. Isso é que é ser útil ao próximo e à sociedade.
·        Chave 5 – Ao dizer “Perdoai-nos as nossas ofensas”, - lembrar-se de usar tratamento respeitoso para com todos e com tudo; de não ultrapassar os limites da liberdade, e que a chamada crítica construtiva não existe.
·        Chave 6 – (33) – Ao dizer “... assim como nós perdoamos a quem nos tem ofendido;” - lembrar-se de respeitar e amar a si próprio e as pessoas, do jeito que elas são.
·        Chave 7 – Ao dizer “...e não nos deixeis cair em tentação,” -lembrar-se de alimentar o espírito e a alma com a busca do conhecimento, autodisciplina e orações diárias, do mesmo modo que tem a necessidade do pão nosso de cada dia para alimentar-lhe o corpo. E que as igrejas são como restaurantes e escolas, onde cada um pode encontrar seu alimento espiritual!
·        Chave 8 – Ao dizer “Mas livrai-nos do mal.” - lembrar-se de que tudo que acontece favorece, “se não se aborrece e se agradece” (não deve se aborrecer com fatos negativos e deve agradecer o que ocorrer, lembrando-se, também, de que tudo é obra Divina).

·        Chave 9 – Ao dizer “Amém.”- lembrar-se da fé como atitude de ser ou possuir desde agora aquilo que se espera ou deseja.
·        Até aqui apresentamos as nove chaves do segredo, que serão largamente estudadas nesta obra, a partir de agora. Mas é preciso também conhecer as chaves de mais quatro tesouros.
·        NO 5º CAPÍTULO, em duas sessões, como proposta de contribuição mínima e essencial para mudar a sociedade, o autor, de posse de todas as experiências vividas, e conhecendo as outras publicações similares, resolveu olhar o mundo e seus graves problemas sob outra ótica. Pela numerologia e ciências afins realizou este capítulo, visando dar à sociedade novos rumos e papel, que, com fundamento na face oculta do Pai Nosso, e suas 9 Chaves, espera se destacar das demais obras.
·        NA PRIMEIRA SEÇÃO, os valores da liberdade, da igualdade e da fraternidade, conteúdo da Justiça Social, o autor procura resolver a tensão entre a liberdade e a igualdade no meio social. Para tanto, ele propõe, como processo de realização, a igualdade de oportunidades, isto é, uma igualdade que permite a competição justa, preservando o espaço da liberdade, o que tira do governo a exclusividade do compromisso. Assim, a responsabilidade da tarefa é partilhada com cada um, com grupos, organizações, categorias e classes sociais, subordinados ao princípio básico que é o Bem Comum.

Paulo Bernardo Prof Lin
     “Os Números Respondem: ONDE DEUS ESTÁ?  
Fones: (31)3496-6144 / 99621-2511 /  3226-6024

·        NA SEGUNDA SEÇÃO o autor apresenta uma proposta ideal de mudança, que, como solução ousada, antes de se aprofundar no tema, faz lembrar o grande sábio da China, Confúcio, reconhecido e restaurado pelo novo governo chinês, que dizia: A harmonia no mundo depende da retificação dos nomes e das palavras.
·        Veja, por exemplo, o que inteligentemente já se adota: Ao se dizer cego, retifica-se para deficiente visual; ao se dizer aleijado, retifica-se para deficiente físico; hoje, ao se falar de qualquer deficiência, retifica-se para portador de necessidades especiais.
·        Esse cuidado com as palavras e conceitos está de acordo, também, com uma exortação do apóstolo Paulo, formador de externalidades positivas, dirigida à comunidade dos Efésios: “De vossa boca não saia nenhuma palavra maliciosa, mas somente palavras boas, capazes de edificar e de fazer bem aos ouvintes”. Essa recomendação, feita pelo mais importante dos apóstolos, nasce da sua consideração a respeito da linguagem, como determinante na degradação tanto quanto na recuperação de condutas e procedimentos nas relações humanas.
·        QUEM DEVE SER CONVOCADO PARA AJUDAR NESSA GIGANTESCA TAREFA DE MUDANÇA?  Resposta: O Poder Sagrado da Mídia. A proposta de mudança da sociedade tem, como base, o reconhecimento da não existência do mal.

        Para concluir, o fundamento deste capítulo é a percepção e crença de que O MAL NÃO EXISTE, nem poderia existir por si só. Que o mal não é nada mais, nada menos que a ausência de Deus. Se Deus criou tudo que é bom, como iria criar o mal?
·            O mal é uma palavra, uma expressão criada pelo homem que, desde Adão e Eva, é empregada para descrever essa ausência de Deus.
·        Como palavra tem poder, poder concedido por Deus, o termo “mal” só passa a existir na medida em que todos acreditam nele, conforme seus pensamentos, suas crenças.
·        Portanto, a existência do mal é uma crença resultante de uma ilusão da nossa mente, embasada na palavra e fomentada pela teologia do medo.
·        Essa teologia justificava-se diante da dificuldade de eliminar as necessidades intelectivas e espirituais, de religiosos ou não, e do risco de banalizar a Divindade. Hoje, diante dos recursos intelectivos atuantes, pode-se, perfeitamente, aprovar a teologia do Amor.
·        Assim, podemos afirmar que existe apenas um poder, Deus. Não existe essa de poder do bem e poder do mal. Você acredita no Bem? Ele existe para você. Você não acredita no mal? Ele não existe para você.
·        A bem da verdade, o mal existe, sim, na falta do reconhecimento da presença de Deus internalizado em cada ser humano.

Paulo Bernardo Prof Lin
“Os Números Confirmam: Deus Está Dentro de Você!”
Fones: (31)3496-6144 / 99621-2511 /  3226-6024

·        O que é culturalmente conhecido como mal não é punição Divina, não é castigo. Pois o que existe no lugar do mal em que acreditamos é o resultado de cair em tentação (negatividades), como aviso de Deus, para nos lembrar de que cometemos um erro. Erro esse que pode ter sido em pensamento, palavra, sentimento, ação ou omissão ou, ainda, erros herdados de ancestrais.
·        Essa nova maneira de encarar a vida já faz parte de algumas comunidades culturais do Japão, Coréia do Sul, China, Índia, Brasil e de outros países. Esse mal, existente como fruto da crença de todos, é consequência da manifestação do inimigo interno (pecado), o resultado de cair em tentação (pecado), é a lei do retorno, causa e efeito, é mishirassê na Instituição Perfect Liberty de Sabedoria Oriental.
·        Ninguém é assaltado (mal) ou agredido (mal) por acaso. Ninguém fica doente (mal) ou sofre acidente (mal) ou tem dificuldades financeiras (mal) por força do acaso.
·          Seja qual for o sofrimento (mal) físico, moral ou espiritual, sempre haverá uma causa mental ou espiritual.
·        Por exemplo, se você é agredido (mal) verbal ou fisicamente, é por que existe, mental ou espiritualmente, um motivo, ou vários motivos, para ser agredido (mal). Motivos esses que são provocados pelo desconhecimento de que A ARTE DA VIDA É DE DAR E RECEBER. Se der crítica, receberá crítica, se der ódio, receberá ódio, se der amor, receberá amor.

Paulo Bernardo Prof Lin
“Os Números Confirmam: Deus Está Dentro de Você!”
Fones: (31)3496-6144 / 99621-2511 /  3226-6024

·        E essa arte tem três regras: a primeira é o Amor, a segunda é a Fé, a terceira é a Não resistência ao mal (não querer revidar).
·        Se você estiver absolutamente consciente de que o mal não existe, que é uma ilusão da nossa mente, não se deixará vencer pela agressão ou ofensa. Você não ficará com raiva do agressor. E vencerá o mal com o bem: com gestos de boa vontade, palavras de bênção e crença num ÚNICO poder, Deus.
·        Pois o ato de maldade contra você foi cometido, por um lado, pelo fato de o agente da ofensa ou agressão ser um alienado negativo ou destrutivo, de não saber o que é dignidade, de não reconhecer a Divindade em si mesmo e não reconhecê-LA no outro ou em você. Por saber apenas o que é gostar. E não saber o que é amar.
·        Por outro lado, pela lei do retorno, o ato de maldade foi cometido contra você, por você não ter também reconhecido Deus em si próprio, não ter tido o necessário autorrespeito e ter errado, algum tempo antes do fato, por palavras, pensamentos, sentimentos, ações ou omissões.
·        Assim, na mesma ocasião do ato ofensivo, é importante que se conclua: Algum hábito mal formado que adquiri atraiu esta ofensa ou agressão. Qual será esse hábito que devo corrigir? Que atitude espiritual devo renovar? Que novo hábito devo formar?




Público alvo:
·        Buscadores do autoconhecimento
·        Buscadores de Autoajuda
·        Estudantes
·        Professores
·        Pessoas de fé
·        Psicólogos
·        Militares
·        Pai ou mãe de filhos alienados, em busca de orientação.
·        Os que têm uma religião e praticam
·        Os que têm uma religião e não praticam
·        Os que não têm religião
·        Os que dizem que acreditam numa força superior
·        Estudantes de teologia
·        Estudantes de medicina
·        Estudantes de direito
·        Estudantes de jornalismo
·        Administradores de empresa
·        Empresários
·        Pessoas com problemas de saúde
·        Pessoas com problemas financeiros
·        Pessoas em crise existencial
·        Buscadores de conhecimento
·        Pessoas que conseguem sentir que leitura é vida, ler é viver, 
conhecimento é poder.

Nas livrarias:
·        Não só na seção de autoconhecimento, autoajuda e paradidáticos.
·        A obra poderá ficar em cada seção das livrarias.




PREVISÕES 2018
NUMEROLOGIA
ANO UNIVERSAL = “11″
Segunda vez que o ano vibracional “11”
ocorre no milênio das mulheres, porque começa com o nº 2.
A primeira vez foi em 2009! A próxima, em 2027.

Ao final de cada ano, começa um novo ciclo universal de doze meses; e cada ciclo tem uma influência diferente, o que depende de um dos algarismos de 1 a 9, 11e 22, ao qual se reduz. Cada número aponta para o tipo de atividades ou acontecimentos que podemos esperar que a humanidade encare. Enquanto os anos pessoais só se referem a cada um em particular, o ano universal inicia igualmente para todo mundo.

PREVISÕES
2018
ANO UNIVERSAL = “11″
       Ano de vibração “11” é ideal para contemplar novas ideologias direcionadas para os continentes e planetas próximos e distantes.
       É o ano do segundo preceito do código planetário em que o nome do Pai é santificado e que a vinda do Seu reino é solicitada.
       Um ano mestre que nos faz buscar a fé em Deus como reconhecimento sincero e prático da nossa dependência de Sua força suprema. Mas a humanidade tem uma grande dificuldade de ter fé, e muitos nem têm capacidade para tal. E a maioria nem percebe que “não há sofrimento (mal) sem causa, nem há benefício sem merecimento”.
       2018 será proveitoso para os idealistas e para os dotados de inspiração.
       Ano de regar o que foi plantado em 2017, ano UM, e que brotará em 2019, com colheita prevista para 2024.
       O mundo deste ano é fértil para a religiosidade em toda a sua plenitude.
       Excelente para se esforçar na busca do Esoterismo, Evangelismo e Espiritualismo.
       O presságio é de que o ano será de uma grande vibração de progresso das ciências ocultas e sagradas, como numerologia, neurociência, psicologia com evidente espírito de progresso em prol da humanidade.
       Grandes projetos de caráter religioso, como lançamento de livros pertinentes e de autoajuda, com reuniões de renovação da fé, suscitarão os interesses de muita gente no mundo inteiro.


PRESENTES NAS PREVISÕES: 2, 20, 0(ZERO) E O 18.
O 20 ESTARÁ SE REPETINDO ATÉ 2099 E ESPECIALMENTE EM 2020.
O 18, NESTE ANO.

O NÚMERO “2”
• Ouvia-se: “De mil passará, dois mil não chegará: o mundo vai acabar!” Sim … e acabou, mas foi o milênio dos homens que começava com o número “1”!
• “2” é o número do Subconsciente, o número da Terra, o número da Mulher. Daí o cuidado que devemos ter com esses dois elementos.
• No milênio das mulheres, porque começa com o nº 2, já passamos pela primeira vibração de mudança em 2003, ano universal 5.
Mas, temos que levar em conta o 20 e o zero(0) que estarão se repetindo até 2099 e o 18. Assim,

O NÚMERO “20″
• Para as próximas décadas indica novas fontes de ensinamentos, nova diplomacia, novo estímulo para a paz.
• Trabalho de governos e a política estarão sempre em alta, no bom sentido.
• O 20 tem também seu lado negativo a refletir, nesse tempo de transição do moderno para o pós-moderno, o que houver de negatividade irradiada pela natureza humana,
• Época de muitos questionamentos, positivos e negativos, traz-nos obstáculos, dualidade, guerras.

O NÚMERO “0″
• Quantidade nula é o que indica o número “0”.
• Representa o Infinito, não tem começo nem fim.
• É a força de Deus.
• Toda vida é energia que não acaba. Ela advém do zero e ao zero voltará.
• Ele é compreensão, saber, misericórdia, amor, compaixão, perdão, que estará nos acompanhando ate´2099.

O NÚMERO “18” NO ANO 2018
       A presença do “18”, neste ano, reflete a necessidade de concertar o que está errado no mundo.
       A um, de que não há sofrimento sem causa; e que a causa está no próprio sofredor, cujo sofrimento tenha surgido com idade acima de 13 anos.
       A dois, não há benefício sem merecimento; e que o mérito não é de quem recebe o benefício e sim de alguém que o mereceu pelo beneficiário.
       A primeira vez que tivemos um “18” precedido de zero foi em 1018.
       O pior elemento que o ser humano pode levar aos seus semelhantes é associado a esse número do ano 2018. O número 1 reunido ao  8 produz o 9 do amor universal, mas o poder do homem, pelo “8”, causa derramamento de sangue criado por ele próprio, por influência do “1” e tem relação com a guerra, a violação, a traição, o homicídio, a tapeação, a fraude, a corrupção.
       O número 18, em particular, reflete os sentidos interiores, simbolizando sentimento de reclamação e tristeza.
       Esse número “18” traz no seu interior o desafio da fé, da dificuldade de ter fé ou incapacidade de ter fé. Como o número 11 identifica o ano universal 2018, fica tudo mais fácil em termos de religiosidade e espiritualidade.



• Nota: Faz bem estudarmos para aprendermos o que significa não cair em tentação, e, assim, ficarmos preparados para não atrair o mal, representado pelo sofrimento (advertência Divina). Muitos pensavam que cair em tentação tinha a ver com a mulher atraente e sensual. Com todo respeito, era para rir de tamanho equívoco!

Veja na tabela abaixo
SIGNIFICADO DOS NÚMEROS 
e as recomendações para este ano:
















PREVISÕES 2018


MEU ANO PESSOAL 


FAÇA VOCÊ MESMO: 
Primeiro, encontre o número do Ano Universal,
somando e reduzindo:
Ano do Calendário em questão (omitindo o ano do nascimento),
que atualmente é 2018. 2018 = 2+0+1+8=11
11 é o Ano Universal.

Depois, encontre o número do seu ANO PESSOAL:
Somando e reduzindo data do aniversário (DIA + MÊS),
Soma-se ao ano universal, que atualmente é 11.

Primeiro exemplo: se você nasceu em 1 de janeiro.
Você soma e reduz:
1 (dia) + 1 (mês) + 11 (ano universal) = 1+1+11=13=4
4 é o número do seu ano pessoal.

Segundo exemplo: se você nasceu em 31 de dezembro.
Você soma e reduz: 4
4 (dia) + 12(mês) + 11 (ano universal) = 4+3+11=18=9
Neste segundo exemplo:
9 é o número de seu ano pessoal.

MEU MÊS PESSOAL




FAÇA VOCÊ MESMO:
Para encontrar o número do seu MÊS PESSOAL:
Você soma e reduz o mês do seu aniversário;
em seguida, soma-se o mês ao ano universal,
que atualmente é 11.


Primeiro exemplo: se você nasceu em janeiro.
Você soma e reduz:
1 (mês) + 11 (ano universal) = 1+11=12=3
3 é o número do seu mês pessoal.

Segundo exemplo: se você nasceu em dezembro.
Você soma e reduz:
12(mês)=(1+2)=3 + 11 (ano universal) = 3+11=14=5
5 é o número do seu mês pessoal.


MEU DIA PESSOAL 




FAÇA VOCÊ MESMO: 
Ache o número do seu ano pessoal.
Agora, já com o número do seu ano pessoal , 
você soma e reduz:
Dia (do calendário) + mês (do calendário) + ano pessoal.

Primeiro exemplo: se o número do seu ano pessoal é 4, 
se 1 é o dia do calendário e 1 (janeiro) é o mês do 
calendário, você, então, soma  e reduz:
Dia 1 + mês 1 = 1 + 1 = 2
Dia 1 + mês 1 + ano pessoal 4 = 1+1+4=
6 é o número de seu dia pessoal.

Segundo exemplo: se você nasceu em 31 de dezembro.
Você soma e reduz:
Dia 31 + 12(mês)=(3+1=4) + (12=1+2=3) + 11 (ano universal) = 4+3+11=18=1+8=9
9 é o número do seu dia pessoal.




Veja na tabela abaixo 

SIGNIFICADO DOS NÚMEROS
e as recomendações do seu dia, mês ou ano pessoal:

1
Ponha em prática suas novas ideias. Encare uma nova ocupação ou um novo projeto. Venda suas ideias. Entre em ação e demonstre força de vontade, sem teimosia. Cuidado com a violência nas ruas. Procure ser uma pessoa ambiciosa e original, mantendo-se na liderança e lembrando-se sempre dos seus objetivos. Se quer alguma coisa, corra atrás. Procure semear, plantar.
2

Seja uma pessoa receptiva, delicada, diplomata, amável, cooperadora e pacífica. Empreste seus ouvidos e descanse os dos outros. Comunique-se com uma pessoa amiga ou vá visitá-la. Não deixe seu ego tomar conta. Busque conhecimento, ouvindo. Não lidere nem conduza. Seja a pessoa que segue. Respeite e corrija mal-entendidos. Junte os detalhes e analise-os. Acalme-se e pense no que deseja. Tranquilize as   pessoas. Se tiver de discordar ou criticar, use as expressões: “Com todo respeito, você não acha que...?”; “Data venia...”.
3

Procure falar e agir com otimismo, explicando bem o que deseja. Expresse com criatividade seu ponto de vista, mas não seja insistente. Divirta-se, seja alegre e viva o agora. Cuide de sua aparência, misture-se à sociedade e solte sua luz interior. Mostre seu talento, mas não desperdice energia. Hoje não é dia de preocupação.
4

Dedique-se ao trabalho duro e concentrado, mantendo-se dentro do orçamento e gastando pouco. Organize o trabalho, com atenção aos pormenores. Se começou termine e acompanhe o progresso de seus afazeres, buscando a perfeição. Procure não se sentir oprimido(a) pelo trabalho, buscando atingir suas metas.
5

Ponha em prática ideias novas. Renove seu jeito de trabalhar. Mude seu horário de costume. Atue com entusiasmo, aproveitando sua liberdade. Se pintar alguma oportunidade, não hesite e diga sim. Viaje e conheça alguém especial. Faça caminhada ou pratique esporte. Faça compra. Venda. Execute pequenas tarefas. Lute pelo que sonha.
6

Assuma responsabilidades domésticas e comunitárias. Procure agir com afeto. Receba bem e com atenção seus convidados. Evite discussões e mantenha sua palavra. Manifeste-se com bom humor. Se houver um desentendimento ou mal-entendido, corrija-o. Capriche na aparência e apresentação. Sirva, mostrando um espírito de ajuda. Procure amar o que quer e o que faz.
7

Reserve algum tempo para seu lazer. Aperfeiçoe o que tiver começado. Fique calmo e concentre-se. Repouse, lendo um bom livro. Preste atenção a seus pressentimentos. Espere o cavalo passar arreado. Sem preocupações, vá curtir a natureza. Antes de usar as palavras para falar ou dizer o que sente, ouça e pense.

8
Seja a pessoa que lidera, não a que segue. Contratos interessantes podem ser assinados. Ambição e entusiasmo devem ser mantidos. Aproveite para fazer exercícios e alimentar-se direito. Comece e termine, completando o que planejou fazer. Procure organizar os fatos. Nada de raiva, nada de descontentamento, nem reclamação: controle-se. Faça negócios, use tato, diplomacia e bom julgamento.

9
Descarte o que é velho, aquilo que você não quer mais. Termine o que restou de ontem ou algum projeto incompleto. Prove sua gratidão, dê uma oferta. Procure agir com simpatia, compreensão e generosidade. Seja fraternal, coloque o seu próximo em primeiro lugar. Promova amor fazendo um favor a alguém especial. Mostre os seus talentos, dê o recado. Seja altruísta, faça caridade, compartilhe.

11
Seja uma inspiração para os outros. Promova publicidade. Exerça a liderança. Promova eventos. Ouça sua voz interior e siga a intuição. Deixe o público aplaudir o brilho de seus talentos.

22
Procure incrementar projetos de cunho internacional. Em negócios de expressão, procure agir com espírito de equipe, cooperação e energia. Para combinar com seu ano pessoal é bom que Veja também: 
ANO UNIVERSAL



Do facebook, continuação:



O SUBLIME E ABSOLUTO PODER DA MULHER



• NOTA: Faz bem estudarmos para aprendermos o que significa não cair em tentação, e, assim, ficarmos preparados para não atrair o mal, representado pelo sofrimento (advertência Divina). Muitos pensam que cair em tentação tem a ver com a mulher atraente e sensual. Com todo respeito, é para rir de tamanho equívoco!